Mapeamos  toda
pra
voce.

 
 
Cadastre seu e-mail para receber nossos informativos.
 
 




  
Compartilhar


Publicado em 11/08/2022


SEGURANÇA, A ILUSÃO DA MENTE

 

Buscamos desesperadamente nos assegurar em todas as áreas da nossa vida, mas será que é mesmo possível ter a certeza de que nada nos afetará?

O que é a terra firme para alguém que passou por um terremoto? O que é o ar para quem foi entubado por doença respiratória? O que é uma fortuna para quem tem câncer terminal? O que é um casamento sólido para aquela que descobriu uma traição?

Segurança é uma daquelas palavras que norteiam o nosso ego e sustenta o pseudo controle que temos sobre as coisas, sobre as pessoas e sobre a vida. E, frequentemente, somos traídos por ela.

Se você passou dos quarenta, deve se lembrar do impacto do confisco da poupança num antigo governo, levando pessoas ao desespero. Ou ainda, em um passado longínquo, o valor de uma linha de telefone fixa - equivalente ao valor de um carro - e hoje o aparelho é artigo de decoração e museu. Lembro também das inúmeras histórias de coração partido que já ouvi e outras tantas que vivi - uma dor dilacerante que o tempo se encarrega de amenizar. E a vida segue.

Menos apego, mais presença.

Poupe dinheiro, mas permita usufruí-lo com o que te dá prazer. É um erro esperar a aposentadoria ou não sei quando para ser feliz - não há certeza sobre o nosso tempo aqui nesse plano.

Cuide de sua saúde, faça exercícios físicos e prevenções. Mas não deixe de comer e beber, moderadamente, o que gosta e te dá prazer.

Curta a companhia de uma pessoa sem pensar nos próximos cinco anos. A liquidez atual dos relacionamentos assusta e somada à expectativa que criamos em cima de uma pessoa faz com que não estejamos presente, vivendo o momento. Lembre-se que o outro é o outro, não há garantia de amor eterno. Encare com maturidade as dificuldades de uma relação e reconheça seus erros. Assuma, aprenda, cresça e melhore.

Tenha projetos e metas profissionais, mas abra seus horizontes. Não coloque todas as fichas numa única função, para não se desesperar frente ao desemprego. O mundo está em constante mudança e, mais do que nunca, é preciso estudar muito, adquirir novos conhecimentos e arriscar. Tudo fica mais fácil quando conhecemos os nossos talentos.

Não sufoque as pessoas com as suas necessidades. Nossa família é a nossa base, mas muitos de nós não têm uma família e o universo se encarrega de apresentar novos familiares: os amigos. Tem pessoas que são anjos na nossa vida - aproveite e curta a amizade, sem cobranças, anseios, ciúmes ou rivalidade. E lembrando também que filho é para o mundo - não despeje suas frustrações em cima de quem está construindo um novo caminho.

Por último, a segurança que tanto tentamos ter está dentro de nós - não se abandone, não se traia, tenha princípios e tenha caráter. Trabalhe, estude, seja educado, seja amoroso e faça o bem. Cuide de você, assegure-se da sua integridade. Não seja vítima da vida, reaja. Novos caminhos podem ser percorridos, permita-se viver novas experiências, sem apegos. Conheça a si próprio e, quanto mais se conhecer e se responsabilizar pela sua própria vida, menos necessidade terá de ter uma pseudo segurança.


Redação: Silvia Delforno



 


Portal Vila Mariana ® SP