Mapeamos  toda
pra
você.

 
 
Cadastre seu e-mail para receber nossos informativos.
 
 





Compartilhar


Publicado em 30/06/2020


CERVEJAS ARTESANAIS

Hoje o papo é com os cervejeiros – amantes das novas combinações da cevada e apreciadores das boas coisas da vida.

Cerveja é uma bebida apreciada no mundo todo e muito mais no Brasil pelo seu clima. As cervejas artesanais surgiram nas cozinhas e quintais de estudiosos e curiosos do ramo que, com poucos recursos e muita ousadia, criam suas combinações, muitas vezes inusitadas, tornando a cerveja mais gourmet do que industrializada, visto que a principal diferença entre a cerveja artesanal e a produzida em longa escala é o processo de fabricação.

A cerveja artesanal é produzida a partir da fermentação e as principais matérias-primas, além do fermento, são a água, o malte, o lúpulo.

A água corresponde à base para a qualidade da cerveja, inclusive, o gosto da água é pesquisado antes de ser escolhido. Segue dois exemplos da contribuição da água na formulação: Indian Pale Ale (IPA) – A cerveja inglesa é o tipo de cerveja preferida entre os cervejeiros. Pois, possui um sabor mais amargo. Resultado da combinação do lúpulo e da água do rio Trent, na Inglaterra. A água dessa região acentua o sabor do lúpulo, por ser rica em sulfato de cálcio. Pilsen – Feita com levedura de baixa fermentação, essa cerveja requer uma água de baixa dureza, com pouca quantidade de sais.

O malte é o principal ingrediente da cerveja, sendo um grão originado da germinação e dissecação da cevada (mais comumente, ou do trigo, aveia, milho, arroz, ou sorgo - esse último indicado para os celíacos.), sendo responsável pela cor, cheiro e gosto da cerveja. 

O lúpulo é colocado durante a fervura, ficando responsável pelo amargor da cerveja e sua função é muito importante não só para contrabalancear o açúcar do malte, mas por ser um conservante natural.

O fermento corresponde a levedura – a alma da cerveja. As leveduras cervejeiras são micro-organismos utilizados no processo de fermentação da bebida. Elas geralmente são líquidas ou em pó, divididas entre as de alta fermentação (para Ales) e baixa fermentação (para Lagers). Elas consomem o açúcar extraído do malte e o transformam em álcool e gás carbônico. Tipos de fermentação: Ales (pronuncia-se êils) – leveduras de alta fermentação (fermentam em temperaturas mais altas). Lagers (pronuncia-se laaguers) – leveduras de baixa fermentação (fermentam em temperaturas mais baixas). Espontânea/ Selvagem – leveduras inoculadas (hidratadas) pelo ar para fazer cervejas ácidas (sours) e lambics (inoculadas na região de Leembek na Bélgica). Trazem notas animalescas, de frutas, acética, entre outras, dependendo da espécie e temperatura em que foi exposta.

No Brasil destacam-se muitos rótulos famosos dentre as cervejas artesanais. Em recente pesquisa junto ao publico masculino, alguns títulos foram destacados: Amazon Beer – rótulo fabricado no norte de país. Tupiniquim – Rio Grande do Sul. Colonus - Petrópolis. Hocus Pocus - Niterói. Invicta - Ribeirão Preto. Schornstein – Santa Catarina. Cais – Santos. 3Cariocas – Rio de Janeiro. Kud – Minas Gerais. Furst – Formiga. Urbana – São Paulo, Morada Hop Arábica – Paraná, dentre muitas outras maravilhosas desse imenso país que é o Brasil.

No mundo existe muitos rótulos a serem provados e apreciados.

As buscas por informações na internet são infinitas, há muito para se conhecer. Esse artigo é apenas um princípio do assunto.

Os bons hipermercados, assim como cervejarias e bares estão cheios de antigos e novos rótulos para venda, vale a pena provar, pesquisar e opinar sobre as “brejas” caseiras. Existem misturas exóticas: com chocolate, com pimenta, com frutas, especiarias e uma criatividade sem fim. 

Homem, invista no seu bom gosto. Um homem que sabe escolher e harmonizar uma boa cerveja artesanal é considerado muito atraente pelas mulheres. Seja um homem culto, alegre e de bem com a vida. Beba com moderação e seja feliz!

Esse artigo foi escrito por mim, que me julgava uma cervejeira com gosto apurado e descobri que ainda tenho muitos copos para beber e aprender sobre. De bar em bar (após a pandemia, é claro!) eu chego lá! Pesquisas baseadas em sites específicos do assunto.



Redação: Silvia Delforno





Portal Vila Mariana ® SP