Mapeamos  toda
pra
você.

 
 
Cadastre seu e-mail para receber nossos informativos.
 
 




 
Compartilhar


Publicado em 30/04/2020



ASSEPSIA DO CORPO E DA ALMA


“Atravessar a vida com o coração fechado é como viajar pelo mar trancado no porão de um navio.” 
Lowen, 2007.

Lowen vem pra elucidar o quanto precisamos estar conscientes na vida, para sentir todas as maravilhas que a vida pode nos oferecer.

Assepsia, no dicionário, é um conjunto de procedimentos que visam impedir a ação de microrganismos patogênicos (vírus, bactérias, protozoários e a família biológica inteira) na nossa pele, através do cuidado com a limpeza e a higiene de tudo que nos cerca.

Desde a chegada da pandemia do coronavírus passamos a nos familiarizar com o uso do álcool gel em qualquer chegada, lavar as mãos - conscientemente, com água e sabão, assim como passamos a usar máscara facial. E também aumentamos a assepsia da nossa casa com álcool, alvejante, desinfetante e a prateleira toda dos produtos de limpeza e higiene. Precisou um vírus que, por hora, não tem cura, para começarmos a prestar a devida atenção a nossa higiene.

Assepsia do corpo:

Tomar banho diariamente, escovar os dentes, usar fio-dental, cortar as unhas dos pés e das mãos, manter os cabelos limpos, lavar as mãos antes das refeições conscientemente, ou seja, prestando atenção e sentindo a limpeza.

Assepsia da casa:

Tirar o lixo, todo dia. Varrer a casa toda, passar pano com o produto de costume, lavar o vaso sanitário diariamente, trocar a esponja da pia da cozinha periodicamente e ter outra esponja para lavar a pia e a cuba. Limpar o fogão. Desinfetar o que for necessário. Usar produtos próprios nos ralos para evitar bichos. Enfim, higiene, sabe.

E falando em assepsia, tem outro lugar que a gente acha que não precisa de limpeza, mas precisa e muito – com a mesma vontade e energia que estamos lutando contra o coronavírus: é a assepsia da alma ou do nome que você queira dar ao seu interior, às suas emoções, à sua consciência. Essa limpeza profunda exige humildade e aceitação: é hora do perdão. O que nos deixa suscetíveis aos vírus e bactérias que corroem o nosso campo emocional é a falta de aceitação da nossa história. Culpamos o pai, a mãe, o marido, a esposa, os filhos, o chefe, a amiga e uma listinha de pessoas que consideramos ter atrapalhado nossos planos e nos machucado, e nunca somos nós, sempre o outro. A nossa falta de comprometimento, nossa falta de vontade, nossa falta de fé, de perseverança e, principalmente, nossa infantilidade e insegurança nunca são problemas. Pelo contrário, não temos problemas – por isso pouco valor damos a terapia. Limpar a alma equivale a uma casa limpa e cheirosa – aquele prazer indescritível em viver nesse lar.

Você gosta de viver dentro de você? Se a resposta for positiva, parabéns. Você é muito higiênico com o seu coração. Caso você precise pensar para responder, comece fazendo um exame de consciência e anote num papel todas as mágoas que moram dentro de você. Depois faça uma oração de perdão (acredito que todos nós conhecemos o pai-nosso), se necessário procure no Google. Retire todo esse lixo existencial de dentro de si. Você tem religião? Coloque em prática o que você ouve e viva a sua fé. Procure estar em harmonia com você mesmo e depois com os seus.

O coronavírus está diretamente ligado à imunidade, que está diretamente ligada à vontade de viver. Água e sabão, álcool gel e máscara são acessórios que nos protegem e muito, mas comece por dentro. Talvez o contágio maior seja interno.



Redação: Silvia Delforno




Portal Vila Mariana ® SP