Mapeamos  toda
pra
você.

 
 
Cadastre seu e-mail para receber nossos informativos.
 
 




FIM DAS ESTRIAS

ACERTE NA CARBOXITERAPIA


Não importa o motivo, as estrias tiram o sossego de muitas mulheres. São muitas as razões que podem levar ao surgimento daquelas linhas avermelhadas ou esbranquiçadas na barriga, braços ou pernas. Também são muitas as técnicas que prometem suavizá-las, algumas até caseiras. Mas, antes de passar qualquer produto na pele, é preciso saber que, graças à tecnologia, hoje já existem alguns métodos com resultados satisfatórios contra as estrias. Um deles é a chamada carboxiterapia.

O procedimento consiste na aplicação de gás carbônico (CO2) por meio de infusão tecidual com pressão controlada. Com a ajuda de uma micro-agulha, o gás carbônico é injetado nos tecidos cutâneos, difundindo-se para as proximidades da aplicação. O método não é cirúrgico e não é muito dolorido. O gás utilizado é atóxico, não embólico e naturalmente presente em nosso organismo, especificamente em fases do metabolismo celular. Por isso mesmo, seu uso é considerado altamente seguro.

O gás carbônico em contato com o tecido subcutâneo destrói o tecido gorduroso e possui efeito vasodilatador. Com esta dilatação é enviado para a região mais oxigênio, o que diminui os fluidos entre as células, melhorando a circulação e oxigenação dos tecidos.

Uma vez que a Carboxiterapia também estimularia a formação de colágeno e novas fibras elásticas, ela também pode ser indicada para o tratamento de estrias, olheiras, celulite e rejuvenescimento facial e corporal. No tratamento com carboxiterapia são necessárias de 10 a 20 sessões que duram de 15 a 30 minutos, divididas em uma ou duas vezes por semana. O tratamento é bastante seguro, já que utiliza somente o CO2 – anidro-carbônico, presente normalmente em nosso corpo como intermediário do metabolismo celular.

Além de acabar com as estrias, a carboxiterapia ajuda no combate à celulite, estria, flacidez, gordura localizada e outros tantos pesadelos da mulher, mas tudo com uso moderado. O gás carbônico destrói mecanicamente as células de gordura, e tem efeito vasodilatador. Com isso, acontece o aumento da circulação sanguínea e maior fluxo de oxigênio. O aumento do fluxo elimina a formação de fluído entre as células e o resultado é a diminuição das células gordurosas.

Aconselha-se fazer drenagem linfática após 2 dias da aplicação do carboxi, com isso, a gordura que é transformada em líquido é eliminada pelo corpo. Vale lembrar que a carboxiterapia deve ser feita por um profissional especialista e o resultado começa a ser notado, a partir da terceira sessão.


Juliana Piola
Colunista de Saúde e Estética


Compartilhar





Portal Vila Mariana ® SP