Mapeamos  toda
pra
você.

 
 
Cadastre seu e-mail para receber nossos informativos.
 
 




 
Compartilhar

Publicado em 25/03/2020



AS EMOÇÕES NOS TEMPOS DO 

CORONAVÍRUS


Hoje, abordarei um tema presente mundialmente que pegou a todos de surpresa, causando impacto, necessidades de novos comportamentos, gerando uma série de questões emocionais que merecem atenção: O coronavírus

As pessoas de várias partes do mundo e agora em nosso país, aceleradamente mudaram sua rotina em todos os contextos: familiar, profissional acadêmico. A necessidade do isolamento social, o bombardeio gerado através da mídia, informações contraditórias, o excesso das fake news, estão culminando em efeitos emocionais negativos.

A necessidade de viver em grupo, faz parte do universo da grande maioria de pessoas, o contato presencial, embora o virtual esteja predominando, é extremamente necessário. Muitas pessoas, ficaram cerceadas em seus desejos e projetos, demonstrações de afeto, como abraçar e beijar. Tiveram que abruptamente, serem eliminados com isso, surgiram maiores índices de crises de ansiedade, pânico, depressão, medos exacerbados e noites mal dormidas.

Por conta de um constante estado de alerta, as pessoas se estressam, ficam na expectativa dos novos acontecimentos, isso passa a ser um gatilho para desencadear o desequilíbrio. A situação financeira que já é um fator estressante para muitas pessoas, ficou ainda mais temerosa.

Somatizações começam a acontecer em maior proporção, podendo causar adoecimentos. Por isso, a importância do controle através do apoio emocional, para lidar com o enfrentamento enquanto a crise existir.

O confinamento inesperado de adultos e crianças, está exigindo um reaprendizado de todos os costumes. Pais que repentinamente passaram a improvisar como lidar com filhos fora da escola, além de trabalhar em casa, avós tiveram que se isolar, de seus netos queridos sem saber por quanto tempo.

Para as crianças, também é importante dar suporte emocional, embora pareça que ficar dias sem ir a escola no primeiro momento possa ser divertido. A falta do contato com as atividades escolares, os amigos, o lazer fora de casa no final de semana, também pode ser um momento emocional difícil de readaptação e compreensão.

Os pais devem na linguagem da criança e de acordo com cada idade, explicar a necessidade do isolamento, criar brincadeiras educativas, divertidas para que não transforme esse tempo em um tédio desmotivador.

Algumas famílias por já serem emocionalmente desestruturadas, em isolamento podem desenvolver maior irritabilidade e inúmeras discussões, um ambiente hostil para os filhos que consequentemente podem se sentir desprotegidos.

Muitas coisas negativas passaram a povoar mentes confusas e algumas incrédulas. Nesse momento de dificuldades, é importante entender: "O que de bom podemos tirar de toda essa vivência?" Um exercício contínuo de paciência. Famílias, amigos que mal se encontravam estão tendo tempo de parar, dialogar.

A ansiedade, uma síndrome sempre presente na humanidade, fica ainda mais acelerada com um futuro incerto. A crise do coronavírus traz a oportunidade de viver o presente, um dia de cada vez sem desespero pelo que está por vir.

O momento exige um filtro no acesso as informações, o medo que se instala pode ser paralisante ou estimulante para criar novas alternativas, acionando não as dificuldades, mas as potencialidades que afloram em momentos de superação.

Aprender a lidar com situações difíceis é a grande chave da questão, nas horas mais dramáticas muitas pessoas verbalizam que não sabem de onde tiraram força para vencer, cada um pode fazer muito além do que percebe em si, porém essa característica só é desenvolvida em momentos críticos.

Agora mais do que nunca, cuidar da saúde da mente e do corpo. O sistema imunológico tão importante no organismo, está intimamente ligado ao emocional, ficar em isolamento, o sair da rotina, deixar de praticar atividades físicas, o estresse, dormir mal colaboram para que o sistema imunológico baixe. Por isso, a importância de manter a calma, aproveitar o tempo com coisas saudáveis como se exercitar e meditar através de aplicativos.

Quantas vezes se ouve a frase "não tenho tempo". e agora o que fazer com um tempo que mal imaginávamos que fosse existir? As pessoas precisam se desdobrar, se reinventar, viver um dia de cada vez.

Uma das opções é fazer uma lista de coisas que foram deixadas de lado pela rotina sempre corrida e atribulada. É hora de fazer novas escolhas, encaixar vontades não realizadas mesmo estando em quarentena.

Costumo dizer que nada é do nada, tudo tem um sentido, uma causa, mesmo quando de início não se compreenda, esse momento de reclusão, introspeção, também nos reporta a rever e desenvolver novos valores, fazer novas propostas com as mudanças que estão ocorrendo.

Sair do foco do desespero coletivo, é o novo desafio, como conseguir isso em meio a um pandemia? Adquirir novos hábitos retomar outros como leitura, ver palestras e vídeos que despertem alegria, prazer, bom humor, ouvir músicas que relaxam, ligar para familiares e amigos que não se tinha notícias, fazer chamadas de vídeos para matar a saudade.

Em meio ao caos instalado podemos salientar comportamentos exemplares, solidariedade em diversos segmentos, campanhas para os menos favorecidos, valorização dos profissionais de saúde,

e para grande maioria uma conscientização que de um dia para o outro tudo pode mudar, viver o presente, se cuidar para um futuro melhor.

O momento atual, exige distanciamento por precaução, muitos profissionais trabalhando em home office. O atendimento em psicologia, se faz necessário para pacientes que já estão em acompanhamento, e quem queira conhecer. Alguns ainda ficam muito resistentes com a possibilidade por ser algo novo, mas passa a ser uma forma de trabalho reconhecida e válida que também pode acolher e ajudar a compreender.



Claudete J. Silva Colunista de Saúde e Comportamento
Psicóloga Especialista em Clínica e Psicossomática
Atendimento presencial e online
Tels: (11) 5594-2639 | WhatsApp: (11) 99626-4832
e-mail: claupsi.js@gmail.com



Compartilhar





Portal Vila Mariana ® SP