Mapeamos  toda
pra
você.

 
 
Cadastre seu e-mail para receber nossos informativos.
 
 





Compartilhar

Publicado em 20/05/2021




EXPOSIÇÕES ESTÃO ABERTAS PARA VISITAÇÃO NO 

SESC SÃO PAULO

No Sesc, as atividades presenciais seguem rígidos protocolos de órgãos de saúde pública. Com acesso gratuito, as mostras têm visitação com horário reduzido e ocupação limitada a até 25% da capacidade de cada local. A visitação será permitida apenas mediante agendamento prévio disponibilizado pelo portal do Sesc São Paulo, pelo link sescsp.org.br/exposicoes. 

Em conformidade com os protocolos de segurança do estado e de cada município, o Sesc São Paulo retoma algumas atividades presenciais, seguindo medidas para prevenir o contágio e disseminação da Covid-19. Pelo programa de artes visuais, o Sesc recebe público agendado em onze exposições nas unidades da capital (Avenida Paulista, 24 de Maio, Consolação, Santana e Santo Amaro), da Grande São Paulo (Osasco, Santo André e São Caetano) e do interior (Araraquara, Jundiaí e Piracicaba). 

Entre os destaques, figuram as mostras inéditas reAlices: narrativas artevisuais, que traz ao espaço expositivo do Sesc Santo André interpretações de oito artistas visuais sobre capítulos do livro Alice no País das Maravilhas ; e a mostra "Viver até o fim que me cabe!"

Na capital, o público tem a oportunidade de visitar ainda as últimas semanas de cinco exposições que abriram no final do ano passado, entre elas: Infinito Vão: 90 Anos de Arquitetura Brasileira (Sesc 24 de Maio), que traz um recorte da história da arquitetura nacional por meio de obras e projetos arquitetônicos de 96 figuras emblemáticas do setor, como Lina Bo Bardi, Lucio Costa, Oscar Niemeyer, Vilanova Artigas e Paulo Mendes da Rocha; e Oficina Molina - Palatnik (Sesc Avenida Paulista), que propõe um diálogo entre a obra de Abraham Palatnik (1928-2020) e Mestre Molina (1917-1998), nomes emblemáticos da história da arte brasileira que integram o Acervo Sesc de Arte. 

Segundo Danilo Santos de Miranda, diretor do Sesc São Paulo, "a exibição de mostras no Sesc acontece mediante a adoção de rígidos protocolos sanitários para a segurança dos funcionários e do público. O momento é de cautela e, por isso, o Sesc São Paulo dá continuidade à retomada das atividades presenciais de forma gradual, com horário agendado e com atenção às medidas preventivas contra a Covid-19". 

O público pode visitar as exposições de forma gratuita e presencial mediante agendamento prévio online através da página de cada unidade no Portal do Sesc São Paulo ou em sescsp.org.br/ exposicoes . Para assegurar o distanciamento recomendado entre os visitantes, as vagas para as sessões são limitadas e variam conforme a unidade, sempre respeitando o limite de até cinco pessoas a cada 100 m2e a ocupação de, no máximo, 25% da capacidade de cada local. O uso de máscara é obrigatório durante todo período de permanência na unidade. 

Além da retomada de visitas presenciais agendadas às exposições, o Sesc São Paulo oferece também, na plataforma Sesc Digital, a possibilidade de acesso, de forma online, a diversos conteúdos das mostras exibidas nas unidades da instituição. São materiais criados com o objetivo de complementar a experiência dessas exposições. A plataforma é regularmente abastecida com conteúdos inéditos. O público pode acessar vídeos-passeio, entrevistas com artistas e curadores, séries, reproduções de obras, catálogos e publicações educativas tanto de exposições que estavam em cartaz nos últimos meses - e cujo acesso teve alcance restrito, em função das medidas de combate à Covid-19 - quanto de mostras realizadas em outros anos. 

Confira a programação das exposições na capital e na grande São Paulo que podem ser visitadas presencialmente a partir de 11 de maio em unidades do Sesc São Paulo, mediante agendamento prévio online:


Sesc 24 de Maio 

Infinito Vão: 90 Anos de Arquitetura Brasileira 

A exposição traz ao público um recorte da história da arquitetura brasileira a partir de obras e projetos de 96 arquitetos emblemáticos do país, como Lina Bo Bardi, Lucio Costa, Oscar Niemeyer, Vilanova Artigas e Paulo Mendes da Rocha. Com curadoria de Fernando Serapião e Guilherme Wisnik, a mostra compreende desde a conclusão da primeira das três casas modernistas de Gregori Warchavchik (1928) até o presente. 

Curadoria: Fernando Serapião e Guilherme Wisnik. 

Período expositivo: até 27 de junho de 2021.


Sesc Avenida Paulista 

Oficina Molina - Palatnik 

Dois artistas conectados pelo apreço ao lúdico e pelo prazer da invenção - assim são Abraham Palatnik (1928-2020) e Mestre Molina (1917-1998), nomes emblemáticos da história da arte brasileira que integram o Acervo Sesc de Arte. Um diálogo entre suas produções artísticas é exibido ao público na mostra Oficina Molina - Palatnik, em cartaz até 29 de maio no Sesc Avenida Paulista. Neste encontro, o diálogo poético entre as obras de diferentes épocas da trajetória de Palatnik e Molina evidencia que a ação de um objeto no espaço e no tempo, o movimento, é matéria plástica de inegável qualidade sensível. Ambos compartilham ainda de um mesmo período histórico, embora sejam lidos em diferentes chaves estéticas: o popular e o erudito. 

Período expositivo: até 29 de maio de 2021.


Sesc Consolação 

Países Espelhados: objetos, imagens, sabores, memórias - encontros culturais entre o Brasil e nações africanas de língua portuguesa 

Por meio de imagens, objetos e obras de arte e artesanato, têxteis, música, lendas e histórias das tradições oral e escrita, e culinária, a exposição apresenta as trocas culturais entre os países lusófonos Brasil, Angola, Cabo Verde, Guiné Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe. 

Curadoria: Renato Imbroisi. 

Período expositivo: até 26 de junho de 2021.


Sesc São Caetano 

Sala de Estar (módulo II) 

Novo módulo de Sala de Estar reúne obras de artistas contemplados no Acervo Sesc de Arte, a coleção permanente da instituição, como Claudia Jaguaribe e Mira Schendel, e traz discussões sobre a paisagem como gênero da pintura e como forma particular de ver o mundo. 

Curadoria: Valquíria Prates


Sesc Osasco 

Distraídos Venceremos 

Fruto de uma pesquisa da poeta, compositora e curadora Alice Ruiz, a mostra homenageia a trajetória de Paulo Leminski (1944 - 1989) e marca três décadas de seu falecimento. O projeto gráfico assinado pelo artista Miguel Paladino traz uma espécie de jogo de luzes que revela os poemas paulatinamente - artifício que se evidencia ainda mais ao entardecer. Na instalação inédita, constam uma série de poemas do escritor curitibano, um autêntico representante da poesia marginal e aclamado pela crítica como um dos mais expressivos poetas de sua geração.


Sesc Santana 

Conflito, insurgências e resistências 

A mostra, com obras de Regina Parra, Mulambö, Denilson Baniwa e do Coletivo Trovoa, encerra o ciclo de exposições livremente inspiradas pelo livro Os Sertões, de Euclides da Cunha, tendo sido pensada a partir do último trecho do livro escrito pelo jornalista, que registra o confronto ocorrido em Canudos (1896-1897).
 
Período expositivo: até 27 de junho de 2021.


Sesc Santo Amaro 

Trabalhadores Ilustrados 

O trabalho ocupa um espaço na vida das pessoas que, por vezes, se confunde com a própria noção de identidade. A partir desta premissa, a mostra apresenta ilustrações - especialmente a partir da produção literária brasileira de meados do século 20 - focando em obras nas quais os personagens têm suas trajetórias de algum modo relacionadas a seus trabalhos. 

Curadoria: Chico Homem de Melo. 

Período expositivo: até 26 de julho de 2021.


Sesc Santo André 

reAlices: narrativas artevisuais 

Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll, é um dos grandes clássicos da literatura mundial, derivando em filmes, obras de arte, animações e muitas outras produções que ocupam o imaginário coletivo. O Sesc Santo André apresenta uma mostra que traz a interpretação artística de oito artistas - Guta Moraes, Mauro Yamaguti, Renan Santos, Nicole Bustamante, Mariana Ser, Ariádine, Alex Rodrigues e Daniel Esteves - sobre a obra literária. Esse é o mote de reAlices: narrativas artevisuais. A exposição foi desenhada para transformar a galeria da unidade em uma porção de páginas imaginadas pela personagem título do livro. A ativação do espaço da unidade também colabora com a ideia da narrativa, já que se trata de um grande corredor, onde é possível imaginar um caminho cronológico transformado de acordo com os espaços em que Alice passa. 

Período expositivo: até 30 de julho de 2021 









Portal Vila Mariana ® SP