Mapeamos  toda
pra
você.

 
 
Cadastre seu e-mail para receber nossos informativos.
 
 





ELEIÇÕES ITALIANAS

Brasileiros com cidadania italiana elegerão deputados e senadores para o Congresso italiano.

No Brasil, cerca de 250 mil italianos e descendentes tem o direito ao voto garantido pela constituição italiana, sendo que, devido à falta de divulgação, muitos não sabem de tal direito e, menos ainda, como proceder.

Entre os 55 milhões de ítalo-descendentes da América do Sul, encontram-se aproximadamente 1,3 milhão de eleitores, sendo 250 mil, entre 30 milhões de descendentes, somente no Brasil, sendo que poucos sequer sabem que podem exercer tal direito. Defendendo as relações econômicas e afetivas entre Brasil e Itália e a desburocratização da cidadania italiana e outros serviços prestados pelos consulados, Fabio Porta e Fausto Longo candidatam-se, respectivamente, à Câmara dos Deputados e ao Senado Italiano, nas listas do PD (Partido Democrático), para representar a comunidade italiana da América do Sul e, prioritariamente, do Brasil no Parlamento Italiano. As eleições ocorrerão em fevereiro próximo.

“É um compromisso que assumo com muito orgulho e com grande entusiasmo: o orgulho de ser o porta-voz, no Parlamento Italiano, de milhões de italianos e de seus descendentes que vivem aqui no Brasil e o entusiasmo de quem sabe que são as novas gerações que constituirão o futuro das relações entre a Itália e o mundo”, diz Fabio Porta, único deputado já atuante, eleito com mais de 17 mil votos em 2008, e candidato à reeleição.

Fausto Longo, candidato ao Senado Italiano, reforça: “O Brasil, no contexto da América do Sul, e a Itália, no contexto da União Europeia, têm um importante papel para a construção de um futuro promissor para ambos os continentes. Juntos farão mais e melhor!”.

Em comparação sobre a produtividade do Deputado Fabio Porta nesses anos de mandato, com os dois outros Deputados eleitos na América do Sul ao Parlamento Italiano em 2008, tem-se:

Presença no Parlamento:
Deputado Fabio Porta – 78,85%
Deputado B – 51,17%
Deputado C – 28,195

Intervenções em Assembleias e Comissões:
Deputado Fabio Porta – 93
Deputado B – 8
Deputado C – 3

Índice de produtividade:
Deputado Fabio Porta – 138,8%
Deputado B – 103,8%
Deputado C – 47,8%

Fontes: www.openparlamento.it / www.camera.it

Brasil e Itália representam duas importantes economias globais, cada uma com sua significativa influência nos continentes e/ou blocos econômicos nos quais estão inseridos. Com a eleição de Longo, com forte representação nas mais diversas esferas empresariais brasileiras e italianas, o Brasil poderá ter um papel singular para consolidar acordos comerciais entre a Itália e os outros países sul-americanos, utilizando sua liderança e a força dos 29 milhões de descendentes italianos que aqui vivem, num processo de aproximação com os descendentes italianos espalhados por toda a América Meridional. Esta ligação cultural e consanguínea poderá ampliar e consolidar as relações com a Comunidade Europeia de forma consorciada com a Itália, produzindo retorno positivo para ambas as nações e para toda a comunidade italiana espalhada pelo mundo, algo em torno de 100 milhões.

Entre as propostas de Porta e Longo estão:

CIDADANIA: Eliminar definitiva e rapidamente a absurda “fila da cidadania” instituindo uma contribuição específica destinada a alimentar um fundo capaz de financiar uma “força tarefa” específica e à melhoria dos serviços consulares.

• OUVIDORIA: Criar, junto à comunidade italiana no exterior, a figura de um representante que funcione como um ouvidor, ou um “Ombudsman”, com a função de receber críticas, sugestões e reclamações, agindo de forma imparcial junto ao consulado.

• REDE E SERVIÇOS CONSULARES: Requalificar a rede consular italiana, homogeneizando definitivamente procedimentos e serviços, fortalecendo os consulados gerais, potencializando os consulados de Florianópolis (SC) e Vitória (ES) e valorizando ao máximo as agências consulares e a rede dos patronatos.

• JOVENS: promover o intercâmbio juvenil entre a Itália e o Brasil em todos os âmbitos, fortalecendo o ERAMUS MUNDI (bolsas de estudo) da União Europeia e projetando uma grande “Ciência sem fronteiras” (intercâmbio entre universidades) ítalo-brasileiras.

• LÍNGUA E CULTURA: Apoiar no Parlamento a rápida aprovação da lei de reforma do setor, para fazer com que a difusão da língua e da cultura italiana no mundo (nas escolas, entre os jovens e no âmbito associativo) se torne o principal instrumento de fortalecimento estratégico.

• EDUCAÇÃO: Aprovar no Parlamento a lei que introduz, nas escolas italianas, o estudo obrigatório e multidisciplinar das migrações e da presença italiana no mundo, ou seja, a educação para o acolhimento, para a integração e, principalmente, para uma completa valorização da grande oportunidade que representa para a Itália as nossas coletividades no exterior.

• COOPERAÇÃO SÓCIO-ECONÔMICA: Apoiar, inclusive através da Associação de Amizade Itália Brasil (www.italia-brasile.org), a cooperação social, política e econômica entre os dois Países, colaborando com as instituições italianas e brasileiras e promovendo, de maneira particular, a presença e a relação entre as pequenas e médias empresas italianas e brasileiras.

A apresentação de um voto é um dos atos cívicos de maior relevância nas relações do cidadão com o estado, tornando o cidadão agente ativo do processo legislativo do país.

Graças à lei 459 de 27.12.2001 o cidadão italiano nascido ou não na Itália, residente fora do território italiano, recebeu o direito de votar em seus representantes para o Senado e a Câmara. O total de cadeiras disponibilizadas no Parlamento para os italianos no exterior são 12 para a Câmara dos Deputados e seis para o Senado. Para a América do Sul esse número é de quatro deputados e dois senadores.

Apesar de não ser obrigatório o voto, esse se torna necessário para que o Brasil tenha seus representantes no Parlamento. Nas eleições parlamentares italianas de 2008, das cinco cadeiras existentes na ocasião, apenas uma foi ocupada por um candidato residente no Brasil.

Diferente do sistema eleitoral brasileiro, onde as "estrelas" da eleição são os candidatos aos cargos do Poder Executivo, na Itália, as atenções do eleitorado se focam nos candidatos das casas parlamentares.

A legislação permite que cidadãos italianos permanentemente residentes no exterior possam votar em seus candidatos pelo correio, desde que devidamente cadastrados nos países em que residem. O eleitor receberá, via postal, o seguinte material de votação:

- Duas cédulas eleitorais de cores diferentes. Uma para o Senado e outra para a Câmara. (menores de 25 anos recebem somente a cédula para a Câmara).
- Dois envelopes, sendo um em branco e um envelope resposta selado e devidamente endereçado ao consulado.
- Duas listas dos candidatos de sua repartição eleitoral, sendo uma para o Senado e outra para a Câmara.
- Um certificado eleitoral.

Vota-se marcando um “X” sobre o símbolo do partido escolhido e escrevendo, ao seu lado, o sobrenome do candidato daquele partido, com uma caneta azul ou preta.

Após ter votado, coloca-se a cédula (ou as duas cédulas se você for maior de 25 anos) no envelope em branco e lacra-se.

Após, coloca-se esse envelope em branco e o cupom do certificado eleitoral dentro do envelope resposta. Fecha-se o envelope e coloca-o no correio. Junto a essa correspondência, recebem-se também orientações quanto à data limite que o voto deverá chegar ao Consulado.

Não é permitido anotar em nenhuma cédula, ou no envelope branco, nome, endereço ou assinatura e nem enviar cópia de documento pessoal. Isso invalidará o voto.


FABIO PORTA


Fabio Porta nasceu em Caltagirone, na Sicília, em cinco de novembro de 1963.

É casado e tem duas filhas.

Formado em Sociologia Econômica na Universidade “La Sapienza” em Roma, com louvor, especializou-se em “Educação de Adultos” na Universidade de Firenze.

É autor de numerosos artigos e publicações em jornais italianos e estrangeiros.

De 1982 a 1986 foi Secretário Nacional do Movimento Estudantil de Ação Católica Italiana.

A partir daí, inicia sua militância política e sindical na UIL Unione Italiana del Lavoro, ocupando-se dos acordos internacionais de assistência social no Patronato ITAL, dos projetos de cooperação para o desenvolvimento na ONG “Progetto Sud” e de projetos de educação de adultos na UIL Pensionati.

É diretor da Escola de Formação Política do Centro Cultural “W. Tobagi” de Roma e Professor de Sociologia da Comunicação na Universidade Popular de Roma (UPTER).

Em 1994, começa a se dedicar às relações entre Itália e América Latina, como chefe dos projetos de um programa de formação sindical, financiado pelo Ministério das Relações Exteriores. Coordena, então, diversos projetos de cooperação e de formação no Brasil, Argentina e Uruguai.

Em 1998, transfere-se para o Brasil, em São Paulo, para dirigir e coordenar o Patronato ITAL, a UIM (União dos Italianos no Mundo), o CAAF (Centro de Assistência Fiscal), a ONG “Progetto Sud” (Projetos internacionais de cooperação social e econômica) e o Instituto de formação profissional “Armando Suffredini”.

Ainda nessa época, foi um dos fundadores da entidade sócio assistencial dedicada a famílias carentes, Centro “Espaço dos Sonhos.

Em 1999, é nomeado Conselheiro Técnico da Câmara Ítalo-Brasileira de Comércio, Indústria e Agricultura.

Em 2000, participa, em Roma, da Primeira Conferência dos Italianos no Mundo e é uma das testemunhas relatoras no Seminário Internacional sobre Solidariedade e Cooperação.

Em 2004 é líder da lista “VIVA L´ITALIA - Uniti per l´Ulivo” para as eleições do comitês, assumindo a vice presidência e em 2005 é condecorado pelo Presidente da República, Ciampi, “Cavaliere dell´Ordine della Stella della Solidarietà Italiana”.

Nas eleições para o Parlamento Italiano, de 2006, sai como candidato pelo partido Unione, pela circunscrição América Meridional, recebendo 15.608 votos.

De 2000 a 2008 é Presidente do Patronato ITAL-UIL, cargo que deixa em março de 2008 quando é eleito Deputado pelo Parlamento Italiano pela circunscrição América Meridional, pelo Partido Democrático,
com quase 17.000 votos.

É membro da Comissão Permanente de “Relações Exteriores e Comunitárias” e Vice-Presidente do Comitê Permanente para os Italianos no Exterior.

Para saber mais sobre o Deputado Fabio Porta: www.fabioporta.com / www.camera.it / http://www.facebook.com/fabioporta.it


FAUSTO LONGO


O ítalo-brasileiro Fausto Longo é Mestre em Habitação, Tecnologia e Planejamento pelo IPT - Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo, Arquiteto e Urbanista, pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas e Fundação Escola de Belas Artes de São Paulo, Gerente de Ação Regional da FIESP - Federação das Indústrias do Estado de São Paulo.

Também exerceu as funções de Pesquisador - Nível V e Coordenador de Comunicação Social e Marketing do IPT, Chefe da Assessoria de Comunicação Social da Secretaria da Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo, Coordenador de Comunicação Social do Ministério da Ciência e Tecnologia, Coordenador de Comunicação Social da Secretaria Especial de Ciência e Tecnologia da Presidência da República, Coordenador do Programa São Paulo Design.

Na FIESP/CIESP, Chefe do Departamento de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Gerente de Infraestrutura, Meio Ambiente e Design, Gerente de Projetos Especiais, Secretário Executivo dos Conselhos Temáticos e Comitês de Cadeias Produtivas da FIESP/CIESP.

Em suas atividades profissionais e empresariais atuou nos setores de arquitetura, planejamento urbano, engenharia e construção, publicidade e propaganda, design gráfico e têxtil, mármores e granitos e ensino. Respectivamente atuou como Diretor nas empresas: Gramarmo, Granitos e Mármores, Síntese Propaganda e Marketing, Open-Art, XYZ – Programação Visual e Gráfica, RBL – Engenharia e Projetos Estruturais, Longo & Kanazawa Propaganda e Marketing, Arqui-Enge –Arquitetura e Engenharia, Tietê Inter-Empresarial Negócios e Participações.

Foi Secretário de Turismo de Piracicaba, Delegado Regional Sul da EMBRATUR- Empresa Brasileira de Turismo – Organismo Oficial de Turismo do Brasil, Consultor da Presidência da EMBRATUR, Presidente e Membro do Conselho do Instituto Paulista de Vitivinicultura – SP-VINHO, Presidente da AETI – Associação das Entidades de Turismo do Estado de São Paulo, Presidente e Membro do Conselho da Fundação Vila Jaguarí – TV Jaguariúna, Presidente do Clube de Paraquedismo de Piracicaba – CPP, Diretor da União Brasileira de Paraquedismo - UBP, Presidente e Membro do Conselho da Associação dos Funcionários da FIESP, CIESP, Instituto Roberto Simonsen e Sindicatos Patronais, Presidente do Salão Internacional de Humor de Piracicaba, Membro dos Júris de Premiação da ABILUX Design de Iluminação, ABRE Design de Embalagens, IDEA – Brasil, ABIPLAST Design de Produtos, Prêmio Mérito Ambiental da Indústria, Prêmio ECODESIGN FIESP/CIESP, Prêmio Design Brasil Excellence, entre outros. É Membro do Conselho do Instituto Fernando Santi - Brasil, Membro do Conselho do Instituto Brasil de Economia Criativa, Membro do Conselho do Instituto Objeto-Brasil, Diretor de Marketing da Associação Brasileira dos Proprietários de Veículos PUMA – ABPAP, Diretor Secretário do Instituto Cultural Brasil-Estados Unidos.

Em sua atuação política foi candidato à Câmara Municipal de Piracicaba em 1982 e diplomado Vereador, em 1988, pelo PMDB - Partido do Movimento Democrático Brasileiro, foi candidato e suplente de Deputado Estadual pelo PMDB nas eleições de 1990, Delegado e Membro do Conselho de Ética do PMDB, foi candidato a Deputado pelo Partido Socialista Italiano – PSI, nas eleições italianas de 2008, participou da coordenação das campanhas dos Deputados Federais João Herrmann Netto e Ralph Biasi à Câmara Federal. Recebeu o Título de Cidadão Piracicabano concedido pela Câmara Municipal de Piracicaba. Recebeu o título honorífico de “Cavaliere della Stella della Solidarietà Italiana” concedido pelo Presidente da República Italiana, Giorgio Napolitano. É Secretário do Partido Socialista Italiano – PSI - Brasil e um dos articuladores da Aleanzza Centro Sinistra – Italia Bene Comune na América do Sul.


Para saber mais sobre Fausto Longo: www.faustolongo.com / www.facebook.com/faustolongo.it




IL RESPONSABILE COMMITTENTE:

Fabio Porta: Soraia Scigliano
Fausto Longo: Paolo Scappaticci

Redes sociais:
facebook.com/pdbrasil.it
facebook.com/fabioporta.it
facebook.com/faustolongo.it


Essa é uma conquista, uma herança que, com muita luta, os antepassados deixaram aos seus descendentes!

Vote! Participe! Informe-se!



MCAtrês Assessoria em Comunicação e Marketing
55 11 3044-4471 www.mcatres.com
Coordenadora - Renata Battaglia - renata@mcatres.com - 55 11 7797-0216
Jornalista – Adriano Vizotto – atendimento2@mcatres.com -55 11 99162-2728

06/02/2013


Compartilhar












dia 18 (Qua)
Meu amigo Enzo

Portal Vila Mariana ® SP