Mapeamos  toda
pra
você.

 
 
Cadastre seu e-mail para receber nossos informativos.
 
 




 

Compartilhar

Publicado em 16/07/2021



DORES NO INVERNO


O inverno marca o período mais frio do ano e com a chegada das baixas temperaturas devemos ter atenção com alguns hábitos, para aproveitar a época da melhor forma.

Durante o inverno, é comum que alguns problemas de saúde como gripes e resfriados se tornem mais presentes. Além deles, as dores nas articulações e músculos são incômodos recorrentes para muitas pessoas nessa época do ano. O corpo humano mantém uma temperatura média que varia entre 36°C e 37°C,e quanto mais baixa a temperatura do ambiente, maior o desafio para manter esse equilíbrio. Por conta disso, no frio a tendência é de que o gasto calórico seja maior, aumentando o apetite. Além disso, os músculos se mantém contraídos e a circulação sanguínea diminui, essas reações são reflexos do corpo para nos manter aquecidos. Acontece que com os músculos contraídos de forma constante e com a diminuição do fluxo sanguíneo nas regiões articulares, nosso corpo se torna mais sensível às dores e tensões musculares, causando as clássicas dores de inverno. Outro aspecto que contribui para as dores do inverno, principalmente em articulações,  como joelhos e cotovelos é a alteração na viscosidade do líquido sinovial. Esse líquido é um tipo de lubrificante natural que serve para suavizar o atrito nas articulações, com a diminuição da temperatura no ambiente esse líquido se torna mais espesso e tem sua eficácia reduzida.

As soluções para lidar com essas dores durante o inverno poder ser variadas, de acordo com cada situação. Pessoas com dores crônicas ou em processo de recuperação de fraturas ou cirurgias devem sempre contar com o acompanhamento médico. Para os casos mais leves, alguns cuidados podem prevenir e solucionar o incômodo facilmente: 


Comece pelas roupas - Vista roupas quentes e confortáveis, se possível utilizando acessórios como gorros, meias e luvas.

Consuma alimentos e bebidas nutritivos e quentes - De preferência distribua seu consumo calórico em várias refeições leves ao longo do dia e busque por alimentos com ação anti-inflamatória.

Evite o choque térmico - Ao tomar banho quente e se alimentar evite se expor aos ambientes frios em seguida. 

Estimule o corpo - Realize alongamentos e atividades físicas para ativar a circulação sanguínea e movimentar a musculatura.

Utilize massagens e compressas aquecidas - Com essa pratica é possível dedicar uma atenção especial para os pontos que mais sofrem com as dores, como alguma articulação específica.

Controle o estresse - Assim como nosso corpo reage ao frio, situações de perigo iminente ou desgaste emocional liberam hormônios que poderiam auxiliar em uma situação de reação rápida ou até mesmo confronto, o problema é que a liberação desses hormônios podem ser prejudiciais, podendo até mesmo agravar dores pelo corpo, ativar sintomas de ansiedade ou comprometimento na qualidade do sono.






RedaçãoRafael Caetano










Portal Vila Mariana ® SP