Mapeamos  toda
pra
você.

 
 
Cadastre seu e-mail para receber nossos informativos.
 
 




AEROPORTO DE CONGONHAS


Encostado ao Distrito da Vila Mariana, porém fazendo parte do Distrito do Campo Belo, o Aeroporto de Congonhas, atualmente usado apenas para voos domésticos.

Inaugurado em 1936 teve seu primeiro voo com destino a cidade do Rio de Janeiro em um aeroplano da Vasp.

Seu nome deve-se à região em que se situa, a antiga Vila Congonhas, de propriedade dos descendentes de Lucas Antônio Monteiro de Barros, visconde de Congonhas do Campo, presidente da província de São Paulo durante período imperial e por um bom tempo, logo após a inauguração o local era conhecido, popularmente, de "campo da Vasp"

O Aeroporto de Congonhas é o 96º aeroporto mais movimentado do mundo e já foi o aeroporto com maior tráfego de passageiros do Brasil até Julho de 2007 quando ocorreu o acidente com o Vôo TAM 3054.


Congonhas após o acidente do voo TAM 3054

Até 17 de julho de 2007, dia do acidente do Voo TAM 3054, o Aeroporto de Congonhas era o mais movimentado do país, recebendo no ano de 2006 18,8 milhões de passageiros, 50% acima de sua capacidade operacional.[5][6]

O acidente fez com que o governo brasileiro limitasse o percurso dos voos que têm o aeroporto com destino ou origem a 1.000 km e proibisse que o aeroporto fosse usado para escalas e conexões, essa proibição vigorou até 6 de março de 2008.[7] Durante esse período, Congonhas deixou de ser um aeroporto de distribuição de voos (hub), e funcionou somente como terminal de operação direta.

A intenção do governo era que os vôos retirados de Congonhas fossem transferidos para os Aeroportos Internacional de São Paulo (Cumbica), em Guarulhos, Viracopos, em Campinas, Jundiaí (aviação executiva) e São José dos Campos.


ESTRUTURA

O aeroporto possui duas pistas.

17R/35L: 1.940 x 45 Metros (Principal)
17L/35R: 1.435 x 49 Metros (Auxiliar)

Equipadas com ILS CAT I nas cabeceiras 17R e 35L.


AREA DE ESCAPE

Após o acidente Voo TAM 3054, foi decretado através da Infraero e do Ministério da Defesa, a criação de áreas de escape de concreto poroso em cada cabeceira:

17R/35L: 150 metros - Pista: 1.640 x 45 Metros.

17L/35R: 120 metros - Pista: 1.195 x 49 Metros.


COMPLEXO AEROPORTUÁRIO

Sítio aeroportuário - Área: 1.647.000 m²

Pátio das aeronaves - Área: 77.321 m²

Terminal de passageiros - Área: 64.579 m²

Estacionamento de aeronaves - Número de posições: 29












dia 18 (Qua)
Meu amigo Enzo

Portal Vila Mariana ® SP