Mapeamos  toda
pra
você.

 
 
Cadastre seu e-mail para receber nossos informativos.
 
 




 
Compartilhar


Publicado em 14/11/2017


A HISTÓRIA DO BAIRRO MOEMA

Paroquia Nossa Senhora de Aparecida
Muitos bairros de São Paulo se desenvolveram ao redor de rios ou vias ferroviárias por onde os trens de carga levavam de tudo um pouco percorrendo do litoral ao interior do estado. Como já dito no artigo “ A história da Vila Mariana”, no ano de 1968 o arquivo histórico municipal criou um concurso de monografias inspiradas nos bairros da capital paulista onde historiadores e apaixonados pela cidade concorriam a uma publicação. Entre os 33 bairros homenageados estão além da Vila Mariana, outros bairros da região como Aclimação, Saúde e Moema, um dos bairros mais conhecidos do distrito e que falaremos um pouco mais.

O livro com o título “ O Bairro Moema – Transformação e Verticalização: Causa e Efeito”, de autoria do arquiteto Glauco Belmiro Rocha, cita nas primeiras páginas a origem do nome Moema, segundo o autor, o nome é baseado em um termo do tupi guarani que representa algo como “Aurora”. Outras fontes ao citar o bairro também afirmam que o nome tem origem no idioma indígena mas significa algo como adocicado. Vale lembrar que o nome também é muito lembrado por conta da índia Moema, personagem que contrasta entre a malícia e a doçura no livro “Caramuru” de Frei José de Santa Rita Durão.

Para entender a origem do bairro Moema é importante relembrar sobre os bairros ao seu redor no final do século XIX. Nessa época, Santo Amaro era um município independente de São Paulo e a região da Vila Clementino abrigava o matadouro municipal que fornecia boa parte da carne bovina consumida na cidade e até mesmo no estado de São Paulo. Por isso, bairros como Moema e Vila Mariana eram muito utilizados como rotas para transportar a carne e os produtos agrícolas produzidos em Santo Amaro. 

Durante muito tempo esse trajeto era feito pelos carros de bois, mas em 1886 foi inaugurada a estrada de ferro também conhecida como trainway Santo Amaro que percorria com seus trens a vapor o trecho da região do metrô São Joaquim passando de forma sinuosa por toda região da Vila Mariana, até seguir ao município de Santo Amaro. As obras e o potencial comercial desse novo trajeto atraíram imigrantes, muitos deles alemães e ingleses que se estabeleceram com suas famílias ao redor das vias por onde passava o bonde. 


Já no início do século XX, a região foi se desenvolvendo e a famosa companhia light participou do processo de substituição dos trens a vapor por trens elétricos. O bairro que era conhecido como Indianópolis e permaneceu até 1987, quando por conta de um abaixo-assinado dos moradores foi oficialmente registrado como Moema. Passou por um plano de urbanização onde alguns terrenos da região foram loteados e vendidos em grandes porções para famílias abastadas ou em casas menores vendias para as famílias dos operários. Fato curioso, é que as ruas criadas nessa época foram divididas em dois temas, parte delas levam nomes de indígenas como Moaci, Maracatins, Nhambiquaras, Guaramomis, Iraí, entre outros. E parte das ruas levam nomes de pássaros como Canário, Gaivota, Pavão e Rouxinol.

Durante essa época, por volta de 1920, a região começou a receber serviços como esgoto e iluminação por onde foram construídas as residências, mas boa parte da região de Moema era alagadiça impossibilitando a construção de mais residências. Até que com o objetivo de drenar o excesso de umidade no solo um funcionário da prefeitura de São Paulo começou um bosque, plantando diversas mudas de eucalipto no espaço que hoje é o Parque do Ibirapuera. 

Ao decorrer da década de 20 e próximas décadas, o bairro passou por um período de industrialização, onde recebeu diversas fábricas entre montadoras automotivas, fabricas têxteis entre diversas outras, além de receber novos imigrantes europeus que influenciaram a arquitetura e cultura da região.

Atualmente o bairro que faz parte do distrito da Vila Mariana é considerado como uma região nobre de São Paulo com bons índices de segurança e qualidade de vida, se comparado às demais regiões da cidade. Além disso, bairro irá receber a estação Moema que faz parte da linha 5 - lilás que vai ligar o Capão Redondo à Chácara Klabin.  A previsão de inauguração da estação Moema é para o primeiro semestre de 2018.







Fonte: Livro O Bairro Moema


Rafael Caetano
Portal Vila Mariana













dia 18 (Qua)
Meu amigo Enzo

Portal Vila Mariana ® SP