Mapeamos  toda
pra
você.

 
 
Cadastre seu e-mail para receber nossos informativos.
 
 




NASCE UM MITO 

DANIEL BOAVENTURA

Daniel Boaventura

Daniel Boaventura lança CD e DVD, está em cartaz com o musical,
”A Família Adams” e grava novela na TV Globo.

Doze horas e vinte minutos, do dia vinte e um de Setembro de 2012. Meu telefone toca e do outro lado da linha, a Sony Music, confirma: eu iria falar com Daniel Boaventura, em minha opinião, um dos maiores artistas da nossa época, tanto na música como nos palcos. Transferida a ligação, do outro lado da linha, a voz forte de um jovem barítono, se identifica com simpatia e simplicidade, se dispondo a me responder dez perguntas que serviram de base para essa matéria sobre sua carreira. Registro aqui minhas impressões e minhas pesquisas sobre Daniel, que considero um dos mais importantes artistas da atualidade.

Minha primeira pergunta: “Quem surgiu primeiro o cantor ou o ator?”.

Daniel foi objetivo: “O Cantor”.

Filho de uma família tradicional que ouvia MPB e música erudita teve a educação musical como algo natural em sua formação.

Depois de um período na Pensilvânia, onde mudou na infância com a família, Daniel voltou para a Bahia, onde nasceu. Teve seus primeiros contatos com a língua inglesa e teve aulas de trombone.

Aos quinze anos, ouviu o disco da banda inglesa Dire Strait’s, que o influenciou definitivamente para a música. Forma bandas de música na escola e participa de festivais.

O assunto ficou mais sério, quando a banda “Horas Vagas”, que fazia parte, foi convidada para participar do musical “Cinema Falado“, sua primeira experiência no palco em 1991. Com a Faculdade de Publicidade e Marketing estacionada, seu caminho estava livre para a arte e para a vida .
A partir desse musical, o produtor Fernando Guerreiro o convidou para uma série de outros trabalhos, também musicais, que o levaram até o “Troféu Caymmi “, como intérprete revelação.

Daniel buscava a estabilização na carreira, que veio acontecer com o musical “Os Cafajestes”, que estreou em 1993, ficando mais de um ano em cartaz, recebendo o Prêmio Sharp de Melhor Musical. Para ele foi o divisor de águas. O diretor Wolf Maia, da TV Globo, o descobre e Daniel estreia na mine-série “Hilda Furacão”. Chegava á TV Globo pela porta de entrada em 1998. No ano seguinte, participa da novela “Laços de Família”, na mesma emissora e em 2001, foi protagonista da novela “Amor e Ódio “ no SBT. Ao mesmo tempo conciliava sua carreira nos musicais como “A Bela e a Fera”, “Chicago”, “My Fair Lady” e “Vitor ou Vitória” onde conseguiu ao lado de Marília Pêra, o prêmio “Qualidade Brasil “ por sua atuação.


A CARREIRA SOLO COMO CANTOR


Com a carreira já consolidada na TV e no Teatro, uma série de shows solo, realizados por Daniel, atraem a atenção da Sony Music, que produz seu primeiro CD, sob direção do experiente produtor musical Guto Graça Melo. O primeiro CD solo intitulado “Song 4U“ (2009), trouxe uma seleção de “standards” americanos e ele me garantiu: ouviu quase 700 músicas para selecionar o repertório. O momento de Daniel era de descobrir sua própria voz, uma vez que nos musicais, dava vida á voz de outros personagens.

Prosseguindo dentro de uma seleção musical de bom gosto indiscutível, em 2010 Daniel lança “Italiano”, um CD só com canções italianas e embalado pela sua participação na novela “Passione” na TV Globo.

Daniel Boaventura afirma: “Não sou uma celebridade”. Garante e está provado que seu foco maior é no trabalho dedicado e no aperfeiçoamento técnico como ator e cantor. Deixa de lado o assédio da imprensa no que se refere a especulações sobre sua vida pessoal.

“Tento manter minha vida pessoal o mais pessoal possível”.

E realmente, em plena era do “vamos mostrar músculos “, Daniel aparece em seus shows formalmente e elegantemente vestido, como que pedindo um respeito á sua privacidade.

Artista de verdade mostra talento.



O NOVO CD E DVD

Lançando novo CD e DVD “Daniel Boaventura – Ao Vivo“, registro do show que aconteceu em São Pulo, no Teatro Bradesco, com releituras de canções clássicas e intimistas no CD-1, e músicas dançantes e descontraídas no CD-2. O DVD, de mesmo nome, traz as imagens desse mesmo show. Uma curiosidade seria a canção “Catch my Breath” composta exclusivamente e especialmente para ele pela premiadíssima compositora Diane Warren.

Conversar com Daniel Boaventura foi um imenso prazer.
Simpático, acessível, perguntei a ele, qual o conselho que daria aos jovens artistas, que iniciam a carreira ávidos pelo sucesso imediato. Ele afirmou que a ansiedade deve ser canalizada para o apuro técnico e que procurem primeiro alicerçar sua carreira.

Atalhos para o sucesso existem, mas ele sempre os evitou e completou com inegável bom humor: “ Tudo que sobe rápido, também desce rápido “.

Quem quiser ouvir Daniel Boaventura deve ir correndo comprar seu novo CD.
Quem quiser ver o registro de seu show, deve comprar o DVD.
Quem quiser vê-lo no palco deve assistir ao musical “Familia Adams” em cartaz em São Paulo.
Quem quiser assistir Daniel Boaventura na TV, deve esperar até dia 01/10, quando estreia “Guerra dos Sexos”, nova novela das 19 horas da TV Globo. Ele estará lá também.
 


VÍDEO





Serviço:

“Daniel Boaventura – Ao Vivo“ - Preço: R$ 39,90 ( CD ou DVD )
“A Família Adams“ - Teatro Abril - Av. Brigadeiro Luiz Antônio, 411 – Quinta e Sextas - Feiras às 21 horas, Sábados ás 17 e 21 horas, Domingos ás 16 e 20 horas.


Agradecimentos a Guilherme Saltini e a Sony Music.

Fontes:
www.danielboaventura.com.br
Jornal da Tarde


Silvio Tadeu
Colunista de Arte e Cultura


Compartilhar



Portal Vila Mariana ® SP