Mapeamos  toda
pra
você.

 
 
Cadastre seu e-mail para receber nossos informativos.
 
 



DICAS PARA EVITAR O DESPERDÍCIO DE ALIMENTOS




Uma reflexão sobre
os alimentos vegetais



Quando vou fazer compras no Ceasa, fico triste ao ver alguns companheiros de restaurante descartando partes das hortaliças que adquirem, como raízes, folhas ou talos, as partes consideradas “não convencionais”.

Saberão eles quantos nutrientes estão jogando no lixo?


Saberão eles que essa atitude afeta o seu meio ambiente e o futuro do planeta?


Felizmente, conheço muitos outros companheiros que já evitam desperdiçar partes nutritivas dos vegetais, assim colaborando para o desenvolvimento sustentável do Brasil e do planeta, ou seja: profissionais que atendem suas necessidades gastronômicas sem comprometer a qualidade de vida das futuras gerações.


O meu objetivo, hoje, é oferecer, para você, leitor ou leitora desta coluna, uma reflexão sobre esta importante maneira de exercitar o consumo consciente: evitar o desperdício de alimentos vegetais.


ALGUNS DADOS QUE NÃO SE PODE NEGAR


1. Excluídas as perdas durante a colheita, o desperdício de alimentos no Brasil chega a 26,3 milhões de toneladas por ano.

2. O Brasil é um dos principais produtores agrícolas do planeta e um dos países em ocorre o maior desperdício de alimentos.

3. O total de produtos desperdiçados no Brasil seria suficiente para alimentar 35 milhões de pessoas.

4. No Brasil, 70 mil toneladas de alimentos vão para o lixo diariamente e a cada cinco minutos uma criança morre de problemas relativos à fome. São 288 crianças por dia.

5. De tudo o que os consumidores brasileiros adquirem, 20% são descartados no processo culinário ou devido a maus hábitos alimentares.

6. Os mais altos níveis de desperdício de alimentos no Brasil ocorrem no preparo e armazenamento em domicílio, restaurantes e cozinhas industriais.

7. Em nosso país, R$ 12 bilhões em alimentos são literalmente jogados no lixo por ano. Esse valor representa 1,4% do PIB brasileiro, o suficiente para alimentar 8 milhões de famílias, ou cerca de 30 milhões de pessoas carentes por ano, com cestas básicas de R$ 120.

8. O grande desafio de agora é revelar o poder que o ser humano tem de transformar o seu próprio comportamento para direcionar o desperdício de alimentos a uma solução.


Fontes: FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura),
Instituto Ikatu e Revista Problemas Brasileiros, n. 383., SESCSP


 
O comportamento do consumidor consciente

Busca a melhor relação entre preço, qualidade e comportamento social e ambiental da empresa ao comprar produtos e serviços.

Preocupa-se com o impacto da produção e do consumo sobre a comunidade e o meio ambiente.

Valoriza e divulga empresas socialmente responsáveis.

Atua de forma construtiva com as empresas para o aprimoramento de suas relações com a sociedade e com o meio ambiente.

Promove a conscientização de outros consumidores.


Fonte: Instituto Akatu, Nutrição e Consumo consciente. p. 09
Disponível para download em http://www.akatu.org.br/Publicacoes


ATACANDO O DESPERDÍCIO DE ALIMENTOS


Existem muitas maneiras de combater o desperdício de alimentos.

A que deu origem a essa matéria – aproveitamento de talos, folhas e raízes – já é bastante difundida, mas ainda tem poucas adesões hoje em dia. Confira.


DEZ DICAS PARA O COMBATE AO DESPERDÍCIO DE ALIMENTOS

1. Os talos de couve, agrião, beterraba, brócolis e salsa, entre outros, contém fibras e devem ser aproveitados como recheios de tortas, patês ou em escondidinhos.

2. Não jogue fora os talos do agrião, pois eles contêm muita vitamina C, importante para aumentar a imunidade do organismo e, portanto, prevenir infecções. Refogue com tempero e ovos batidos, faça sucos ou adicione ao molho pesto de manjericão.

3. As folhas da cenoura são ricas em vitamina A (importante para saúde dos olhos, pele, cabelos e para o crescimento). Você pode aproveitá-las para fazer bolinhos ou para substituir o uso da salsinha. Elas são extremamente parecidas em aspecto e sabor.

4. A água do cozimento das batatas acaba concentrando todas as vitaminas hidrossolúveis (que se dissolvem em água). Aproveite-a, juntando leite em pó e manteiga para fazer purê, ou para agregar valor nutricional ao arroz, macarrão, capeletes, etc.

5. A água do cozimento da beterraba pode ser utilizada para o preparo de gelatinas vermelhas. Assim você as torna mais nutritivas.

6. As cascas da batata, mandioquinha, nabo, cenoura ou beterraba, podem ser assadas ou fritas em óleo quente e servidas como aperitivo.

7. A casca da laranja pode ser caramelizada, para ser servida com café, ou utilizada em compotas ou mesmo para biscoitos.

8. A parte branca da melancia pode ser usada para fazer cocada. Já a parte branca do maracujá pode render uma deliciosa compota, que você prepara como a receita do doce de mamão verde.

9. Com as cascas das frutas, como goiaba, abacaxi, etc., você pode preparar sucos batendo-as no liquidificador. Este suco pode ser aproveitado para substituir ingredientes líquidos no preparo de bolos.

10. A casca da banana é uma parte extremamente nutritiva do alimento, muito rica em potássio e fibras. Você pode utilizá-la no preparo de doces, como massa de bolo, brigadeiros, bem como em preparações salgadas, como, por exemplo, bifes e bolinhos.






APROVEITANDO O BRÓCOLIS

A MINHA RECEITA


O brócolis é um vegetal rico em vitaminas e em propriedades antioxidantes e anticancerígenas.

Para aproveitar todas as partes do brócolis faça o seguinte:

A FLOR: cozinhe-a em água bem quente e sirva

O TALO: cozinhe com água e sal, puxe (salteie) na manteiga e sirva com outros legumes, como chuchu, vagem e cenoura

AS FOLHAS: retire as nervuras mais rijas, corte as folhas bem fininho e prepare como se fosse couve, refogando com alho e azeite; meus fregueses gostam muito.



AUTOAVALIAÇÃO


1. Ao fazer compras na feira você costuma trazer para casa hortaliças com talos e folhas?

2. Das dez dicas para o combate ao desperdício de alimentos vegetais, qual ou quais você achou mais estranha? Por quê?

3. Você costuma fazer pratos com aproveitamento total de hortaliças?
Com que frequência: sempre, às vezes, raramente?

4. Você acredita que o ser humano tem poder de tornar o planeta mais sustentável se transformar seu comportamento?

5. Com base em suas respostas às questões anteriores, você diria que:

a) não costuma prestar muita atenção a esse assunto?

b) já é um consumidor consciente?

c) ainda não é, mas está se empenhando para ser?



Rosangela Cappai
Colunista de Gastronomia
Com redação de Marília Muraro


Compartilhar







Portal Vila Mariana ® SP